Top artists
A Funny Thing Happened on the Way to the Forum Soundtrack
Soundtracks (other tracks) soundtrack
Michael Jackson
A Charlie Brown Christmas Soundtrack
A

Top albums
A Funny Thing Happened on the Way to the Forum Soundtrack
A Alguns Quilômetros de Lugar Nenhum
A Arte de Leila Pinheiro
A Casa Das Sete Mulheres Soundtrack
A Bossa de Leila Pinheiro

External Links
MyBestMatch.net
Bianca Ryan fan site
Croler Video Search

Mun-Rá lyrics

Rating: 4.66
Song Details
Artist(s)Sabotage & Instituto
Album(s)O Invasor ( trilha sonora )

Menina Leblom, Vermelho Batom,
Foi vista com o Joe malhando
na praça Saboti Canão Convoca
no som uma pá dos irmãos de todas
quebradas Sabotage Mano Anísio eu
vejo diabólico fico analiso um
branco um preto unido resposta
ficaram ridículo vejo se confisco
mundo submisso eu adquiro alívio,
paz para meus filhos na decente
atenciosamente eu sigo em frente
tipo assim Regenerado Delinqüente
lá do Brooklin não sou Mun-Rá mas
tenho sim os pitbull por mim sei que
até lá liberdade já pros meu irmãozinhos
representei com um do verdinho na mente
Ok não desandei eu me empenhei me dediquei
também conheço o povo de Sampa, RJ, BH,
Baixada, Porto, sou gavião fiel de
origem louco nada bobo não, não pelo
jogo, sou fogo contra fogo mais vale
uma família e um qualquer no bolso,
medo olha o desemprego sofrimento lamento
vai ser demais vou viver sem paz pagar
veneno nas ruas falcatrua zé povinho um
esqueiro o itinerário de um puteiro é o
Brasil brasileiro, se infiltraram, as
portas se fecharam quem rima está aqui,
quem não rima troque o adversário tipo
Jagunço, Chagu, neguinho até lá liberdade
já pro Lu e o Baianinho se liga na fita
Nonato os otários estão maquinados no morro
falaram que pode atirar na seqüência se pá
vou prestar um socorro mas abre o olho o
cara é piolho é sempre um mano dos nossos
o inimigo meu tem astra, barca, blazer e
também tem moto sul canão meu bairro
também não deixei rastro comentário sim
forjaram que eu vi dois Ipanema no bafo,
no bairro eu pego meu filho na fé vinha
vindo na fé vou seguir Deus que me livre
na mira dos tiras mas nego não fico não brinco
nem mosco medo só vejo destroço do pobre que
acorda com ódio longe céu não pode ser réu
quem vem das ruas não joga fácil tipo invasor
tenebroso fogo contra fogo.

Refrão:
Sou maloqueiro, sou e lá vou eu, Joe, é um dois pra pegar, então, polícia, sai do pé
Pra meu alívio eu quero um beck, mais uma vez deixando e quem provoca é o Zica. Sou maloqueiro, sou e lá vou eu, Joe, é um dois pra pegar, então, polícia, sai do pé
Pra meu alívio eu quero um beck, mais uma vez deixando e quem provoca é o Zica.

Menina Leblom, Vermelho Batom,
Foi vista com o Joe malhando na
praça Saboti Canão Convoca no som
uma pá dos irmãos de todas quebradas
Sabotage Mano Anísio eu vejo diabólico
fico analiso um branco um preto unido
resposta ficarão ridículo vejo se confisco
mundo submisso eu adquiro peço alivio, paz
para meus filhos na decente atenciosamente
eu sigo em frente tipo assim Regenerado
Delinqüente lá do Brooklin não sou Mun-Rá
mas tenho sim os pitbull por mim de Zona oeste
a Capão de leste a região norte oeste tipo
Canão, "ré", é embaçado, né ladrão?
Canão ou Boqueirão é várias vezes Joe treta eu vi,
Joe se a idéia não trocou, cansou, dançou
eu fico no bola de meia não que eu queira
só não golpeia você lembra, do que tu queiras
eu Deus eu e a Mary Jane versos do 16 que
se iludiu e perde a fé mas muitas vezes assim
que é sei que tem Gambé da pane Super Homem que
também se esquece e toma bonde Canão lembra a
igreja eu pago até as breja, cobiça, polícia as
mágoas os deixa aí Joe Moscou sujou foi pro saco
ficou embaçado é ninguém trinca é embaçado eu
embaço na história várias vezes faço hits de um
som muita treta é você lembra bate cabeça é a
Zica quem curte é da Família “He He” ladrão
proceder não se arrisca corri na lama eu sim sou
Brooklin no Rap eu sou um terror domínio... Chackleo
Neow lembra o Deda finado meu mano tipo morte na
vida do crime um estopim verdade Brown mosco da cruel
o crime não é mel o medo vem do céu como foi cruel
de Arréc Cléo Click Cléo cubra logo o fel eu sou um
problema para quem pensa que rap é pra look demorô
vem ver, filhos de mãe se envolve se não me viu no
sapatinho mentiu tô sempre na maior, guerreiro ando
só samurai se saca dó também lembrei das vezes eu
Durval, chicó quem pisa na malote eu sei que dava dó,
quem for la no canão Brooklin sul me vê a lei
das ruas é rude faz você aprender proceder pra
vencer, pra crescer, prevalecer

Refrão:
Sou maloqueiro, sou e lá vou eu, Joe, é um dois pra pegar, então, polícia, sai do pé
Pra meu alívio eu quero um beck, mais uma vez deixando e quem provoca é o Zica. Sou maloqueiro, sou e lá vou eu, Joe, é um dois pra pegar, então, polícia, sai do pé
Pra meu alívio eu quero um beck, mais uma vez deixando e quem provoca é o Zica.

Pode acreditá, Instituto outra vez de pé, Sabotage, Brooklin Sul, Canão representando a favela no cinema nacional, razão de tela e tal, é isso aí.



All lyrics are property and copyright of their owners.